Segredos do Pai Nosso 2

Simples e Inesperado

O livro é simples e nítido, o autor vai direto ao ponto, mas o que é engraçado é nessa segunda parte de Pai Nosso( a oração mais feita no mundo e menos compreendida segundo o autor) é a riqueza de mensagens que se pode extrair de algo tão simples.

O livro não tem em pretensão de ser religioso ou teológico, portanto quem possuir essa expectativa provavelmente não vai gostar da leitura, não é também um conteúdo de autoajuda, na verdade o que o autor faz é mostrar através das mensagens na oração ferramentas (ou comportamentos) que ajudam a cuidar da emoção.

Segundo o autor ao proferir essa oração Jesus queria provocar o “choque intelectual, e não apenas espiritual, na humanidade. Queria desengessar a mente humana para que homens e mulheres, religiosos e céticos enxergassem Deus, a existência e as relações sociais por múltiplos ângulos. Todo ser humano cria um deus no seu imaginário, mesmo os céticos. Um deus que frequentemente é distante e alienado, ou tirânico e controlador.”

De forma clara o objetivo do livro é mostrar de forma simples e que seja compreensível, conceitos importantes sobre como cuidar da emoção, como a mente funciona, como são construídos os pensamentos, como o cérebro (o nosso hardware) armazena os pensamentos, como fazer para gerenciar os pensamentos e controlar as emoções positivas e negativas, lógico que não totalmente, mas de modo a não ser refém delas.

Mostra também a diferença entre o pensamento real e o virtual, todos esses conceitos são bem abstratos e fazem parte da tese de doutorado do autor, ainda assim ele expressa isso de forma simples para qualquer pessoa que ler o texto possa compreender e utilizar as ferramentas da de gestão da emoção!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.